Óleo de Coco – Embelleze

Todo mundo já sabe ou pelo menos já ouviu falar dos benefícios do óleo de coco para pele e cabelo e não é à toa que ele se tornou o queridinho de todas as mulheres e cabeleireiros. E o que não falta são produtos com esse componente na fórmula.

A Embelleze, marca de produtos para cabelos que gosto muito, lançou uma linha com 4 produtos usando esse óleo. É a linha “Óleo de Coco”, feita com óleo puro 100% vegetal, ou seja, toda a propriedade desse óleo é aproveitada. A linha tem 4 produtos porém recebi 3 da Embelleze, que foi o shampoo hidratante, creme de tratamento ultraprofundo e o multifuncional capilar.

Já testei os 3 produtos, inclusive venho usando o shampoo e o creme diariamente já faz umas 2 semanas. Fiz resenha lá no meu canal no Youtube.

Um pouquinho sobre cada um dos produtos:

Shampoo Hidratante

Esse shampoo age profundamente nos fios, trazendo mais limpeza, hidratação, proteção e brilho  A marca promete deixar os fios mais poderosos, bonitos e leves e realmente esse shampoo cumpre o que promete. Sua fórmula não resseca o cabelo.

Composição:

Preço médio: R$ 11,00

Creme de Tratamento Ultraprofundo

Esse creme é quase que milagroso. Não preciso usar condicionador nem nada pois ele já faz todo o trabalho. rsrsrs. O cabelo fica lindo, brilhoso, sedoso e leve. Além disso tudo, o cheiro é maravilhoso de bom! Sabe aquele cabelo que acabou de sair do salão, todo iluminado e cheio de vida? Então, é assim que o cabelo fica depois de usar esse creme.

Composição:

Preço médio: R$ 12,00

Multifuncional Capilar

Esse multifuncional é o famoso óleo de coco só que super concentrado. Ele é bem encorpado e parece um creme do vidro, logo, para aplicar, basta um pouquinho e depois espalhar que ele fica na consistência de óleo mesmo. Eu uso com os fios do cabelo já secos e aplicando do meio para as pontas para que meu cabelo não fique pesado e com cara de sujo, pois meus fios são muito finos. Mas, existem várias maneiras de se usar esse produto. Veja algumas maneiras que a marca sugere:

Umectação – Com os cabelos secos, aplique mecha a mecha em toda a extensão dos fios e couro cabeludo. Massageie. Deixe agir por 1 hora e lave.

Potencializando o creme – Misture algumas gotas com o creme de tratamento que vai aplicar. Aplique mecha a mecha nos cabelos lavados e deixe agir o tempo indicado no creme. Enxágue e finalize.

Antifrizz natural – Coloque algumas gotas na mão. Esfregue e passe nas pontas e no frizz dos fios.

Composição:

Preço médio: R$ 18,00

Essa linha pode e deve ser usada por todos os tipos de cabelo: cacheados, crespos, lisos, finos, grossos e por aí vai. E acredite, desde o seu lançamento, não vi ninguém dizer que não gostou. E. na minha opinião, é a melhor linha que a Embelleze lá fez. Eu estou in love por esses produtos!  ❤️😍

E, se você já experimentou esses produtos, deixa aqui nos comentários o que achou. E torço para que vocês fiquem apaixonadas como eu.

Beijoss,

Karine Dali

 

Post | Parceria

Porque e para que me tornei uma influenciadora digital – PROJETO DREAMS HOUSE

O Projeto Dreams House, idealizado pela Val Rodrigues (Cinderela de Salto), tem como objetivo principal a interação entre influenciadores digitas redes sociais Youtube, Facebook, Instagram e blogs.

Desde o ano passado, vejo a Val sonhar e correr atrás para que esse projeto saísse do papel e fosse visto como algo novo, capaz de unir as pessoas e fazê-las crescer juntas e assim, poderem ser vistas como profissionais e não apenas amadores digitais. Eu adorei a ideia e torço para que esse projeto ganhe cada vez mais força.

O projeto `ganhou um desafio inicial` onde, através de uma postagem no blog, Instagram ou vídeo no Youtube, temos que responder a TAG `Porque e para que me tornei uma influenciadora digital`. Difícil pra caramba responder a essa pergunta. Refleti muito até conseguir fazer esse post aqui. Será que existe apenas uma resposta? Claro que não! Mas, pensando na minha trajetória de um pouco mais de um ano como influenciadora, vi minha visão inicial foi se aprimorando. Comecei o blog em março de 2017 com o objetivo de me sentir mais útil e produtiva, pois estava desempregada há cerca de 4 meses e queria fazer algo bacana e que eu pudesse passar para as pessoas as coisas que vivi e vivo, meus interesses pessoas e meu olhar para a vida. Comecei em parceria com uma das minhas melhores amigas. Ela, com alguns meses, desistiu mas eu resolvi seguir, pois percebi que eu não só passava as coisas que gostava mas como estava aprendendo muito nesse novo universo e sentia vontade de fazer cada vez mais. Vi que o mundo dos blogs era muito mior e muito mais rico em informação do que eu imaginava e quis fazer disso minha profissão.  Decidi então, que me esforçria cada dia mais para que eu pudesse ser uma blogueira com conteúdo interessante.

Eu

Minhas primeiras plataformas foram o blog, Facebook e Instagram pois ainda tinha medinho do Youtube. Mas, fui me aprimorando na escrita, ganhando mais confiança e as visitas no blog foram crecendo e pensei `Opa, acho que tô aprendendo!`. Ia a tudo quanto é workshop que aparecia, encontrinhos, eventos, feiras e a animação e a vontade de ter conteúdo foi aumentando gradativamente. Quando foi em março desse ano, ainda com muito medinho, decidi me arriscar no Youtube e fiz meu primeiro vídeo. Ainda tenho poucos vídeos e poucos inscritos, mas a vontade de gravar e a coragem estão muito melhores e o medinho está diminuindo.

Hoje, já tenho amigas nessa mesma profissão que eu, vejo que não preciso ter vergonha de aparecer em vídeos, como eu tinha antes, que aprender diariamente é uma delícia e que acreditar que a profissão de influenciador digital é super importante nos dias de hoje, mas também requer muita responsabilidade com nossas atitudes e palavras. E, o mais importante para mim é saber que acreditar no meu potencial é se amar e saber que tenho valor num mundo onde somos julgados diariamente.

Mas, voltando ao projeto, a Val conseguiu juntar uma time super bacana e que mergulhou de cabeça com ela e hoje fazem parte do time de organizadores que são a Day Villas Boas, Luiz Henrique, Chayene Martins e Paula Macedo. Além deles, o projeto também tem madrinhas, como a Jaqueline Fernandes, Glaucia Sioli, Amanda Morbeck, Leandra Lívia e Andressa Chaban.

Algumas empresas empresas, tais como, Probelle, Embelleze, D`Lara, Sou Dessas, Belezoca Cosméticos, dentre várias outras, viram que o projeto tinha uma intenção táo legal que resolveram se juntar e se tornaram parceiras.

Bem, super acredito no projeto e espero poer fazer parte dele de alguma forma, pois a interação, união e ajuda m[utua é que fazem os influenciadores digitais serem os novos profissionais do mercado.

E, sigam minhas outras redes sociais e fiquem por dentro do meu trabalho.

Instagram, Youtube e Facebook:

Beijoss,

Karine Dali

Top 5 – Hamburguer

Cuidado, esse post pode causar fome, desejo e muita gordice! Mas, garanto que é uma delícia…

Nesse Top 5 eu venho dar dica de 5 hamburguers deliciosos e de dar água na boca em qualquer um. Se você está no Rio ou vem visitar, aproveite essas dicas, porque super valem a pena.

Original Duplo – Boteco Dona Clara

Esse hambúrguer é surreal de bom e gigantesco no tamanho. Pão de batata mega fofinho, daqueles que desmancham na boca, hambúrguer Fradistela (hambúrguer especial de 170 gr com o melhor da fraldinha e da costela da vaquinha mimosa, 100% carne de primeira – descrição do próprio Boteco), cream cheese especial, cebola caramelizada (hummm) somados ao molho de bacon. Bem, se só assim já é bom, imagina o duplo? O duplo vem com 2 hambúrgueres Fradistelas e anéis de cebola sobre o sanduba. O sanduíche é tão mega gigante que não consegui comer inteiro. Mas, vale muito a pena provar. Nota máxima para ele!

O Boteco Dona Clara é um food truck que conheci na Babilônia Feira Hype e que rola há muitos anos aqui no Rio e não resisti. Na verdade fiquei na dúvida entre esse sanduíche e o cachorro quente que também estava apetitoso.

Informação recém recebida pelo Boteco é que eles acabaram de inaugurar uma loja física na Rua das Laranjeiras, 125, bem pertinho do Largo do Machado.

2Pac – Brooklyn Burguer & Beer

Esse hamburguer não é tão grande quanto o anterior mas também é um grande detonador de fome. O 2Pac é o top da casa e tem duas carnes macias e muito saborosas, ou seja 360 gr de puro blend prime, queijo derretido e um pão bem fresquinho.  Muito saboroso! Também não consegui comer inteiro de tão grande. Esse aqui também merece nota máxima.

O Brooklyn Burguer & Beer fica em feiras e eventos e conheci na Geek & Game Rio Festival, mas já vi em outros lugares. Vale a visita.

Hare Rock Shutney Mango´s Fly – Hareburguer

Esse é um hambúrguer vegetariano da rede fast food Hare Burguer. É um sanduíche feito com pão integral, queijo gouda derretido na “Lua Jupiteriana”, como eles dizem, shutney de manga, castanhas de caju harmonizantes (sinceramente não sei o que significa…rsrs) e rúcula. Muito saboroso e cheio de fibras. Um hambúrguer para comer sem peso na consciência.  Até quem não é muito fã de comidas vegetarianas se rende a ele. Para acompanhar, nada melhor do que batatas rústicas e um saudável suco de frutas. #ficaadica

Na realidade, tudo que o Hareburguer vende tem muito sabor, desde os sanduíches, passando pelos pratos até chegar nas sobremesas.

Por enquanto o Hareburguer só tem aqui no Rio, Niterói e Petrópolis e em alguns food trucks em feiras e ventos, mas se você estiver aqui no Rio, vale a dica de experimentar.

Orange Burguer

O Orange Burguer é um outro food truck que marca presença em eventos e feiras pelo Rio e que eu conheci por acaso no Veste Rio do ano passado onde a variedade de food trucks não era muita e eu fui no último dia à noite e estava morrendo de fome. Rodei, rodei e rodei até escolher este. Tava meio sem grandes expectativas pois no cardápio estava escrito apenas cheesburguer e que o mesmo seria pão, carne, queijo e salada. Basicão, né?! Mas não! Era um basicão cheio de sabor e enorme! A foto acima não nega o quanto eu aprovei. O pão estava super fresquinho, a carne saborosa, queijo derretido na medida certa, alface, tomate e cebola roxa que eu particularmente amo. Esse também merece nota super alta.

Pic Americano – The Fifties

O Pic Americano é feito com pão fresquinho, hambúrguer de picanha, molho rosé, cebola picada, fatias de pickles (que eu sempre tiro porque eu odeio picles…arrrg), cobertos com cheddar (que eu sempre peço para trocar por outro queijo amarelo porque não gosto de cheddar), bacon crocante e alface picadinha. Ou seja, quase um Pic Americano personalizado mas continua sendo mega bom. Existem 2 opções de tamanho, com 150 gr ou 220 gr de carne. Eu sempre peço o menor e saio muito satisfeita. Não é tão gigante quanto os outros 4 hambúrguer citados acima, mas grande de qualquer forma

O The Fifties tem em outros estados além do Rio então fica aqui uma dica nacional. A casa oferece ainda muitas outras opções de sanduíches tão interessantes como esse, então escolho conforme meu paladar no dia.

Bem, meu top 5 termina por aqui e se você tem um mega delicioso hambúrguer para deixar de dica aqui, sinta-se à vontade, pois nós admiradores de hamburguers iremos adorar!

E, seu tver uma sugestão de tema para os meus Top %, deixe aqui também. 😉

Bjss,

Karine Dali

Veste Rio – 3a edição

Na semana passada, dos dias 26 a 30 de abril, aconteceu aqui no RJ, nas especificamente no Pier Mauá, na zona portuária, o Veste Rio, que é um evento que valoriza a moda em todas as suas formas, ou seja, como comportamento, estudo, negócios e conceito.

O Veste Rio está em sua terceira edição e mais do que nunca veio mostrar a força do Rio de Janeiro na moda tanto nacional quanto mundial. Em parceria com o Caderno Ela, do jornal O Globo e da revista Vogue, o evento vem crescendo a cada edição. O mesmo já acontece 2 vezes ao ano e atrai um público grande e variado, desde crianças a adultos, profissionais da moda a estudantes, curiosos e antenados e gente que apenas curte um programa bacana e gente bonita.

A moda aqui é tratada com respeito e tem grande importância no mercado carioca. Mostra marcas nascidas aqui e de grande expressão e muitas outras marcas iniciantes mas com grandes ideias e vontade de fazer acontecer. Valoriza também o estilista nascido e criado aqui e mostra como o Rio de Janeiro pode sim ser um grande diferencial na moda do país além de um grande gerador de empregos. Basta que se aposte e acredite na qualidade do que se faz aqui dentro.

Algo muito bacana que teve de especial nessa edição do Veste Rio foi o lançamento do selo “Moda Rio”. que é um selo de originalidade e que valoriza tudo que é criado aqui e que traz nosso life style e identidade. Ou sejja, “quanto vir essa marca já sabe que é da indústria do Rio”. Para saber mais, acesse o site do projeto.

O evento teve de tudo um pouco. Salão de Negócios para profissionais da área, pessoas do comércio e desfile apresentando as tendências para a primavera/verão 2018. Além disso tiveram palestras com grandes nomes do nosso mercado, uma área com muitas lojas outlets (que é a área preferida da maioria) e gastronomia variada nos food trucks.

Uma das coisas que mais curto fazer nesse tipo de vento é assistir às palestras e me atualizar quanto ao que rola de novo no mundo da moda. Eu tive o prazer de assistir a 3 delas no sábado e todas abordando assuntos diferentes mas muito interessantes. Uma foi com a equipe do Caderno Ela, onde falaram da importância da moda para o pais e principalmente aqui no Rio de Janeiro. Uma coisa que eu não sabia é que esse caderno é totalmente carioca, feito por pessoas daqui e que valorizam tudo que é feito e criado aqui dentro. No site, eles abrem o leque, mas no jornal escrito tem a carioquice autêntica na alma e no jeito de escrever.

Já em outra palestra o assunto abordado foi vida de modelo, onde 3 modelos de sucesso hoje no mercado contaram como é ser modelo nos dias de hoje, onde a fama é muito momentânea e as mídias sociais influenciam e muito essa profissão.

A 3a e última palestra que assisti foi sobre a nossa moda praia, como ela está posicionada hoje no mundo, como se manter e se reinventar em épocas como o inverno e por aí vai. Essa foi uma palestra que muito me interessou, pois amo moda praia e ter nomes como Jaqueline di Biase, da Salinas e Sharon Azulay, da Blue Man na sua frente falando com propriedade de algo muito típico do nosso life style e que eu adoro foi muito bom. Além disso, são marcas que eu amo e consumo desde adolescente e que já tive o prazer de assistir a desfiles.

Quanto a área de outlets… bem, um episódio à parte. Tem muita gente só vai ao evento apenas por isso, mas confesso que dentre muitos descontos isso nem é o que mais me interessa. Comprei sim uma blusa na Farm, mas só. Quanto mais cedo, mais vazia é esta área, porque depois do almo;co ficam filas e filas nas portas. E daí, fujo mesmo.

A gastronomia apesar de ser em food trucks, é bem variada. Vai de hamburgers à risotos, passando por doces e cervejas artesanais. Um mix bem apetitoso.

Bem, ficou curioso? Dá uma olhadinha no vlog que fiz e que está no meu canal no Youtube. E aproveita e se increve para receber as novidades que forem surgindo.

Beijoss,

Karine Dali

 

E meia-calça arrastão pode?

Se tem um item do guarda-roupa feminino que na maioria das vezes foi deixada de lado e só dava o ar da graça no carnaval é a meia-calça arrastão. Ok, ok, ela foi muito vista e usada nos anos 80 pela Madonna e aderida por muitas mulheres. Mas, desde então ela ficou esquecida nos armários. Mas, desde os desfiles internacionais em 2016, essa meia voltou a ser usada e questionada por muitos.

Como é um tipo de meia que não esquenta por ser toa furadinha, as mais fashionistas e antenadas começaram a usar ainda mesmo no verão, mas convenhamos que ela é a cara do inverno, ne? Mas, digamos que seu uso deixou de ser convencional e passou a ser o detalhe do momento nos looks Ou seja, virou tendência cool, fashion, divertida e que nem todo mundo segura.

O look do momento? Você escolhe! Pode ser usado com vários tipo de de sapatos, desde tênis até scarpins.

Mas, o que mais tenho visto são calças jeans estilo boyfriend rasgadas ou destroyed com a meia por baixo.

Mas, quase tudo está permitido. Eu disse, quase!! Também não saia por aí fazendo a louca pois dá para criar muitos looks bacanas como os das inspirações abaixo.

Mas, quem não curte esses looks ou acha ainda muito over, pode usar da forma mais clássica, com vestidos, saias e até mesmo shorts. que fica mais discretinho e ainda assim super atual.

Essa meia é fácil de ser encontrada e tem preço super acessível. E também existem em alguns tipos de tramas, desde as menores, que são mais clássicas e discretas até as maiores, que ficam mais dramáticas.

Eu ainda não usei, mas tô pensando em me arriscar e ver o que acho. Alguém aqui já usou? O que pensam dessa tendência?

Beijoss,

Karine Dali